terça-feira, 28 de dezembro de 2010

O despertar


Um doido passa, pede um trocado
Uma árvore oferece flores
Um namorado pede beijos
Um angustiado pede oração.

O ano passa levando maldições
O outro vem trazendo esperanças
Passa tempo de chuva
lavando terra, levando mágoas

Sempre é tempo de mudanças

Muda de cara,veste alegria
Muda de roupa,colore o dia
Muda inverno, vem verão
Esquenta coração, esfria a cabeça

Porque não mudar?

Papai Noel já foi
Jesus já nasceu
Quem não sentiu, paciência!
Quem sentiu, lucrou.

Um doido ganhou o trocado
Alguem colheu as flores
A namorada beijou muito
A oração foi atendida.

Porque ficar na mesmice?

3 comentários:

Danilo de Abreu Lima disse...

ana,
que bom ver voce de volta, com seus poemas de bem com a vida... apesar de todas as dores, o mundo está cheio de calor e cores, de novas formas de ver, de caminhos se abrindo, e de possibilidades de mudar.... toda hora é hora de se renovar- e se papai noel não veio, se ele morreu de vespera, se as coisas ficaram feias- e eu sei que você enfrentou uma grande dor coma perda do nô- a vida é mais forte, o sangue corre nas veias e a alma clama por viver- até o ultimo suspiro- como0 d9izia pessoa- "tudo vale a pena se a alma não é pequena"
e sei que sua alma é imensa- asim como imensos são os sentimentos que você de9ixa transparecer em seus poemas-
feliz ano novo, feliezes ano9s todos-
abração grande-
o tempo teima em passar, mas nós contiuamos aí, na vida, né?
o amigão
Dan.

Professora Carla Fernanda disse...

Oi Ana e no final deu tudo certo!!
Beijos,
Carla Fernanda

Carla Fernanda disse...

Oi Ana querida e presente de vida da gente!
Obrigada pela visita!
Beijos para você e Yasmim!!
Carla